Prefeito ameaça rescindir contrato com a Saneago caso a empresa nao consiga R$ 114 milhões em investimentos para cidade

Prefeito Roberto Naves em seu programa semanal no facebook, o “Fala Prefeito”  colocou prazo final para que a empresa faça a captação do 114 milhões de reais prometidos através do Governo Federal.

Ao que tudo indica, a paciência do prefeito Roberto Naves acabou com a SANEAGO. A empresa quer assinar um contrato de renovação para concessão da água no município por mais 20 anos, porém a Prefeitura quer a contrapartida oferecida no valor de R$114 milhões em investimentos na área de saneamento. Nesta segunda, em live transmitida na internet, o prefeito disse que a empresa tem até o dia 31 deste mês para captar este recurso com o Governo Federal. Caso contrário, a Prefeitura vai iniciar já em janeiro o processo de municipalização da água. Esta foi uma promessa de campanha do prefeito Roberto Naves. Segundo ele, uma chance está sendo dada para a SANEAGO, porém a Prefeitura não será refém da empresa dise o prefeito.

Veja a fala do prefeito 

Entenda o caso

Para o povo anapolino entender, a Saneago tem contrato com a prefeitura de Anápolis para explorar o serviço de água e esgoto da cidade que termina em 2023, a empresa arrecada aproximadamente R$ 9 milhões por mês, e todo esse dinheiro não é gasto com investimentos voltados para a população anapolina, já que esse dinheiro também é dividido e usado em outras cidades pela empresa.

A água em Anápolis sempre foi um problema, o ex-prefeito Ernani de Paula disse ter municipalizado o fornecimento, o governador Marconi Perillo fez intervenção e colocou Alcides Rodrigues como prefeito da cidade, Alcides  fez um novo contrato com a Saneago. Antônio Gomide assumiu e estendeu o contrato até 2023, mas o problema da água se arrasta.

Esta foi uma das principais promessas de campanha de Roberto Naves, resolver o problema da água na cidade. No serviço de esgoto, Roberto disse que iria abrir uma concorrência pública para as empresas que se interessarem. Essa concorrência pública para o serviço de esgoto iria levantar um capital alto. Com esse capital levantado, iria ser construido uma estação de captação de água. Após a captação de água construída, iria se municipalizar a água, disse Roberto em 2016 . Em entrevista ao Jornal Opção como candidato a prefeito em 2016, roberto foi questionado se chamaria a Saneago para rediscutir o contrato.

“Para rediscutir ou para rescindir. O que não podemos é brincar de gato e rato, jogar a responsabilidade um para o outro e continuarmos com o problema da falta de água”, disse Roberto na época.

Qual seu comentário a respeito disso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *